Mensagem do Provedor

novo provedor

É muito difícil de explicar o que se sente, quando assumimos funções numa Instituição como a Santa Casa da Misericórdia de Sintra.

Ser Santa significa estar próxima de Deus, em Quem acreditamos e a Quem pedimos ajuda para a nossa enorme tarefa. Ser Misericórdia significa, pela sua vez, estarmos juntos de quem de nós mais precisa, para podermos ajudar. Por fim, Casa é onde nos encontramos no território de Sintra.

Desta forma, eu e quem faz o favor de me acompanhar – Irmandade, Órgãos Sociais, Direção, Coordenação e Colaboradores – sabemos bem o que somos e para onde queremos caminhar.

Disse-o na nossa Tomada de Posse, mas disse mais.

Temos todos a noção de que estamos em Sintra, no segundo concelho mais populoso do nosso país, com os seus 450.000 habitantes, numa área territorial bastante alargada. E, naturalmente, a Santa Casa da Misericórdia de Sintra quer chegar a todo o lado, para servir a quem mais de nós pode precisar.

Mas, para que esta intervenção assim tão dispersa possa funcionar, temos de criar aquilo a que na Tomada de Posso chamámos de cumplicidade com Sintra e os Sintrenses. Este sentimento da cumplicidade, deve chegar a que todos se aproximem de nós e contem connosco, para que tenhamos mais Irmãos, mais Amigos e mais Empresas, que nos permitam crescer, criando dimensão que acresça à nossa capacidade de bem servirmos, quem muito merece.

Vou ter o enorme gosto em me assumir como Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Sintra.

Somos uma Instituição muito antiga, a caminho de 500 anos de existência.

E temos um leque muito grande de atividades, como sejam apoio à Infância, Apoio ao Idoso e Pessoa Dependente, Psicologia e Ação Social, nas suas diversas vertentes. Servimos milhares de pessoas e vão sendo cada vez mais, nos tempos difíceis que atravessamos. Pelo que queremos crescer, pugnando por mais equipamentos e mais serviços, que fazem muita falta.

Defendemos uma política de parcerias, com todos que precisem de nós e com quem nos possa ajudar. Falo da Câmara Municipal, das 15 Paróquias e 11 Juntas de Freguesia, dos Bombeiros com as suas 9 Corporações, das Forças de Segurança e muitas outras Entidades, com quem nos queremos articular, trabalhando em rede e em sintonia.

Contamos com gente muito competente, a todos os níveis. Sentimos que Sintra e os Sintrenses estão connosco e que, juntos, todos queremos servir a quem mais precisa.

Assim Deus nos ajude.

 

O Provedor,

José Manuel Costa e Oliveira